Natacha Morales - Meu Encontro com o Visagismo

Minha relação com minha profissão já parecia um casamento desgastado e velho. Eu havia feito de tudo para dar certo, fui fiel, me declarei apaixonada. Entretanto, com o passar dos anos e a vinda dos desafios, naturais em todo processo evolutivo, fui esvaindo-me pela simples falta de tesão.

Cheguei a um ponto onde não tinha mais o que dar, nem receber. Era hora de morrer para nascer outra, recomeçar do zero.

A busca teve início por coisas que me dessem prazer, e naturalmente cheguei à Beleza. Minha sede de conhecimento foi despertada de um breve torpor e lá estava eu novamente, curiosa, entusiasmada, buscando novos saberes. Numa dessas buscas pelo universo paralelo da internet, cheguei ao domínio de Philip Hallawell. Um conceito, um olhar novo se descortinava à minha frente e quanto mais eu lia, mais eu queria saber a respeito do Visagismo de Philip Hallawell. A paixão voltou a umedecer a terra árida de minha alma, como uma chuva de bênçãos chega ao campo depois do estio. Li seus livros em uma noite, porém ainda não estava satisfeita. Eu precisava fazer o curso, antes que o ano findasse.

Conseguir alinhar folgas no hospital, orçamento e estadia em São Paulo foi um processo angustiante. Queria que tudo desse certo. Entrei em contagem regressiva e finalmente, chegou o dia do curso. Para muitos, pode soar exagero, entretanto, para mim o início do curso foi marcado como o ponto de não mais retornar. Escolhi cuidadosamente o lugar onde me sentaria na sala, a fim de beber cada gota do néctar que o Mestre destilasse com sua mente e mãos habilidosas. Os dias transcorreram intensos, e eu fui descobrindo-me entre desenhos, giz pastel e rock. Sentia que durante minha vida toda, eu havia me preparado para o Visagismo Philip Hallawell. Tudo começou a fazer sentido.

O dia da Consultoria veio e eu me senti um pouco nervosa. Saber que um olhar atento está a lhe escrutinar te deixa pouco a vontade. Não sabia se ria, se prendia a respiração, numa tentativa torpe de parecer mais magra ...Em meio a balburdia de um salão cheio, veio a sentença: seus cabelos afogueados a deixam por demais colérica, precisamos trocar essa cor. A cor escolhida foi um marrom e para mim, pareceu uma sentença de morte. Em meu íntimo, o marrom representava a figura materna, que já havia deixado este mundo ...e este luto estava custando a me deixar viver novamente. Como coroar minha cabeça, um momento de recomeço com a cor que, em meu íntimo representava a perda e o pesar? Eu me vi tão fragilizada e pouco à vontade, em meio àquela festa que já não mais me pertencia, que, num rompante colérico, peguei minha bolsa e fui embora.

Com cuidado e compreensão, fui contatada por Sônia. Então tive oportunidade de lhe expor meus sentimentos sobre o dia. Prontamente, a empatia voltou a fortalecer e tecer laços entre nós. Uma recompensa me aguardava e a mudança que havia iniciado há duas semanas, teria seu ato final na Cabelaria, com André Mateus, discípulo querido de Philip.

André Mateus, este rapaz merece um parágrafo à parte. Porte médio, uma castanha cabeleira e hirsuta barba fazem a moldura de um olhar intenso e ao mesmo tempo doce. A Beleza encontrou seu equilíbrio entre força, intensidade e lirismo na expressão de André. Belo, intenso e doce como um mocaccino a nos acalentar numa tarde de primavera em Paris, no Café de La Paix... Numa conversa reservada, deu-se a consultoria e lhe expliquei sobre a coloração marrom. Chegou-se ao projeto e deu-se início a Adequação.

Um creme untuoso e arroxeado desceu pelos meus cabelos, abençoando e sedimentando novos sentimentos. André cortou minhas madeixas como jamais outro profissional as havia cortado. Como aprendiz, busquei, em vão, acompanhar seus movimentos precisos com a tesoura. Eu olhava para o espelho e me encantava com meu reflexo. Era como se reconhecesse em mim uma Beleza recôndita que há tempos pedia para vir à superfície. A imagem do nascimento de Vênus desnuda, saída por entre a espuma do mar ficou marcada naquele momento.

Passar pelo curso de Philip e pela Consultoria e adequação de Imagem iniciou um ciclo novo em minha vida. Vivendo cada dia por vez, vou construindo meu futuro, certa de que o Amor se faz presente em cada passo. Renovei meus votos com a Vida. Sou muito agradecida pelo caminho, por vezes tortuoso, que me trouxe até aqui...mas olho adiante e fico exultante em me saber num novo rumo!

Última modificação em Terça, 24 Julho201219: 28 - C2012711000000Terça31America/Sao_Paulo 073131p://p07p.7America/Sao_Paulo31/07pm7000000pmTerça/p31_977R/f00000072012-07-24T19:28:11-03:00312820127.24pm31America/Sao_Paulo.p07p

Deixe um comentário

As informações assinaladas com (*) são obrigatórias.

Alterar seu perfil

Login com Facebook