Workshops de Visagistas

Escrito por 
Avalie este item
(3 votos)

Visagismo: o poder da imagem pessoal sobre as emoções, o comportamento e os relacionamentos

PHILIP HALLAWELL:

 

Philip HairBrasil

Visagismo: o poder da imagem pessoal sobre as emoções, o comportamento e os relacionamentos

Philip Hallawell mostrou que a imagem é um conjunto de linhas, formas e cores que disparam sistemas primitivos no cérebro que criam emoções e sensações. Compreendemos, portanto, o significado de uma imagem emocionalmente, não racionalmente, através da maneira em que esses elementos são utilizados. É assim que a identidade visual é criada numa pessoa, que afeta seu estado emocional e psicológico, seus relacionamentos e, até, sua saúde. É essencial, então, que o profissional de beleza domine essa linguagem, que lhe permite ler o que a imagem pessoal do seu cliente expressa e o que seu rosto revela de seu temperamento, conduzir uma consultoria para definir uma intenção para a imagem a ser criada, e saber como combinar efeitos para criar cortes, penteados e maquiagens personalizados e customizados.

CESAR AUGUSTO:

Cesar es 35 2012

Penteados rápidos

No workshop Penteados rápidos, César Augusto Silva, diretor artístico da rede Mirage Intercoiffure, mostrou passo a passo dos 10 penteados mais pedidos nos salões. "Cada penteado que eu trouxe para a HAIR BRASIL leva menos do que 10 minutos, o maior tempo (20 minutos) é dedicado à preparação dos fios", conta o expert.
Uma característica comum entre os penteados atuais se refere à localização exata do ápice do trabalho do profissional. "Atualmente, na parte de trás eles estão mais deslocados para baixo e existe certo volume no alto da cabeça, em especial", contou Cesar.

Nos dias de hoje, responder às expectativas da cliente exige muito mais do profissional. "Há alguns anos, a cliente chegava ao salão e dizia que queria um cabelo médio, hoje, ela mostra a foto do cabelo que quer no Iphone. Mas vale lembrar que ela não deseja ser uma cópia. E anseia pela informação, pelo estilo, pelas características daquele cabelo decodificadas para o dela", esclareceu. Saber trabalhar rápido libera mais tempo para conduzir uma consultoria e ajudar seu cliente a definir o que deseja expressar pela sua imagem.
Cesar Augusto é Embaixador da L'Oréal no Brasil e Coiffeur Star L'Oréal. Presidente da fundação Guillaume – Intercoiffure Brasil e Membro do Artistic Pool Mundial. Formado pelas academias Vidal Sasson e Tony Guy, de Londres, e Dessange, Paris. Visagista formado por Philip Hallawell e assessor nos seus cursos. Diretor artístico da rede Mirage Intercoiffure. Realiza shows nacionais e internacionais. Cabeleireiro convidado para realizar as coleções Inverno 2010 e Verão 2012/2013 da L'Oréal, em Paris, além de fazer capas e editoriais de revistas como Estética e Cabelos & Cia, entre outras.

RODRIGO CINTRA:

rodrigo cintra300

Tendências de cortes, Visagismo e Marketing:

Pela primeira vez como palestrante na HAIR BRASIL, o hairstylist Rodrigo Cintra deu dicas de como lidar com as clientes, usar a navalha, falou sobre técnica, produtos e ainda mostrou o passo a passo de corte para diferentes tipos de cabelo e estilo. Tudo isso aconteceu no workshop Tendências de cortes, Visagismo e Marketing, realizado nesta segunda-feira.

Antes de iniciar a parte prática, Cintra destacou a importância do visagismo e como o profissional que tem esse conhecimento pode se destacar. "Medidas, formato de rosto e tom de pele são apenas uma parte do visagismo. É importante saber também que se trata da psicologia de mensagem visual, ou seja, o que nós emitimos com a nossa imagem", diz. Como explicou o profissional, o cabelo liso passa seriedade; um cabelo virado para fora transmite dinamismo; o cacheado, sensualidade; o longo passa delicadeza; e o curto transmite a ideia de uma pessoa arrojada.

Cintra mostrou diferentes cortes passo a passo. O primeiro deles foi um curto desfiado com navalha e franja longa. "A navalha otimiza o tempo de corte e o profissional tem mais tempo para se dedicar ao acabamento", explica Cintra. "Porém, nem todas as clientes se sentem bem com essa técnica e é preciso respeitar". Para um bom resultado, o cabeleireiro recomenda alguns cuidados com o uso da navalha: a cliente não pode estar com as pernas cruzadas (deixa o corte torto), a navalha deve estar afiada e ser de boa qualidade, cabelo que arma não deve ser repicado e cabelo fino não pode ser desfiado. Outro corte mostrado por Cintra, o Long Bob ou Chanel longo, é uma opção moderna para quem não deseja cabelos curtos, mas quer modernidade. É preciso ter cuidado com a franja muito larga, pois pode sobrar pouco cabelo na lateral e evidenciar demais o queixo. "Um truque é cortar a franja para o lado oposto que a cliente usa, o que a deixa mais leve", explicou. O profissional mostrou também um corte curto e cacheado, mais longo da frente, moderno e descolado, e um corte mais longo, com frente desfiada. Rodrigo é professor formado nos Institutos Llongueras (Espanha), Vidal Sasson (Estados Unidos) e Cebado (Espanha), onde adquiriu seu estilo de trabalho moderno e preciso, e é formado em Visagismo por Philip Hallawell. Eleito um dos dois melhores cabeleireiros e visagistas do Brasil pela revista Cabelos & Cia e portal UOL. É hairstylist no renomado salão Studio W, em São Paulo, e já ministrou palestras e workshops nos maiores eventos de cabelo do País. Participa constantemente de programas de TV e de editoriais de revistas de moda e cabelo.

MÁRCIA MARIA:

marciamaria

Conhecendo mais seu cliente - o Visagismo e a arte da Haute Coiffure Française

Artista plástica de formação, Márcia atua na área da beleza há mais de 25 anos como consultora de Imagem e hairstylist. Dirige duas unidades em São Paulo com mais de 110 profissionais. Desde 1998 viaja semestralmente à Paris para assistir aos lançamentos das coleções internacionais pela Haute Coiffure Française, instituição da qual é presidente no Brasil. Visagista, formada por Philip Hallawell, e consultora de coloração pessoal, identifica a personalidade e as cores que valorizam a imagem de seus clientes.

MANNO ESCOBAR:

Manno ws 37

Tendências e Inspiração

O diretor artístico da Intercoiffure Brasil, Manno Escobar, escolheu o tema "Tendências e inspiração" para seu workshop na HAIR BRASIL, por ser o que mais os profissionais de beleza fazem em seu dia a dia: indicar aos clientes o que está em alta.

"Hoje temos que levar em consideração o estilo de vida das pessoas. Se ela quer um cabelo prático, se quer algo mais glamouroso, e assim por diante. Um corte com qualidade fideliza a cliente", afirma.

Direcionado para a moda comercial, o trabalho de Escobar valoriza formas mais baixas, com texturas mais simples, aspectos despenteados, os cacheados e ondulados, e foge do convencional e do estático. "Por mais que surjam diversos tipos de cortes curtos, a brasileira gosta dos fios compridos. Dá para fugir do óbvio do desfiado nas pontas e laterais e oferecer novas opções", indica.

De acordo com o diretor, era comum seguirmos as tendências da Europa, porém, diante do atual cenário da nossa economia, são eles que estão seguindo nossos gostos. "Não adianta ignorarmos o mercado. Como profissionais, temos que estar antenados com a realidade", finaliza.
Manno Escobar tem há 26 anos um dos salões mais conceituados do Rio Grande do Sul. É Diretor Artístico da Intercoiffure Brasil. Participa dos principais eventos de beleza do Brasil e do exterior e é constantemente convidado para ministrar, cursos, palestras e workshops. Criativo, ousado e interessado em tudo que é de vanguarda, Manno sempre surpreende em cada produção que assina. É formado pelo Centro de Visagismo Philip Hallawell.

MARGARETE RIEN:

marga workshops 300

Liderança, tecnologia e inovação na gestão dos negócios de beleza

A coordenadora do curso de estética da Universidade Passo Fundo, RS, Margarete Rien, apresentou workshop na HAIR BRASIL onde abordou o atual mercado de beleza e como o setor precisa se preparar para as mudanças que vem acontecendo no perfil dos clientes, como por exemplo o envelhecimento da sociedade.

O aumento do consumo reflete diretamente na capacitação, personalização de atendimento e inovação. "Novas oportunidades surgem e, consequentemente, novas dificuldades. Administrar pessoas é uma arte. O cliente está extremamente exigente, com gostos variados e ditando leis. Cada vez mais temos que prestar serviços com uma velocidade absurda, e fazer bem feito. Será que estamos prontos para atender essa demanda com qualidade?", questiona a palestrante.

Para Rien, todo tipo de treinamento é válido, desde a graduação, até ensinos corporativos, afinal "o novo líder é dinâmico e ele próprio precisa passar por um processo de transformação pessoal para encarar esse novo cenário. O uso da internet, interação com as mídias sociais, com os veículos de comunicação, tudo isso exige uma mudança praticamente imediata em sua forma de atuar".

A postura dos prestadores de serviço também é um ponto fundamental, já que muitos ainda confundem a relação com o cliente e despejam os acontecimentos de suas vidas pessoais em poucos minutos. "Como gestores temos que entender muito sobre comportamento, psicologia, além de administração financeira e especializações técnicas. Com a regulamentação da profissão, por exemplo, chega um novo momento, e com isso um novo nível de exigência do público. No final todos lucram", finaliza.
Formada em Psicologia, com especialização em Gestão de Pessoas e Cosmetologia Estética. Há 26 anos dirige o Manno Escobar Cabeleireiros, em Passo Fundo (RS). É coordenadora do curso superior de Tecnologia em Estética e Cosmética da Universidade de Passo Fundo e diretora de Comunicação da Intercoiffure Brasil. É formada pelo Centro de Visagismo Philip Hallawell.

JÔ SOUZA:

josouza01

A importância da imagem na construção de um portfólio para o profissional de beleza

Encerrando o ciclo de palestras do primeiro dia da HAIR BRASIL, a professora Jô Souza falou sobre a importância da imagem na construção de um portfólio para o profissional de beleza.

A cada dia, os profissionais estão mais especializados, mas quando o assunto é beleza, eles precisam estar ligados a tudo que envolve esse mundo: maquiagem, roupa, sapatos, acessórios, e claro, os cabelos. "Quanto mais o cabeleireiro se envolve com o cliente em relação ao todo, mais ele agrega valor ao seu trabalho", diz a professora. Durante duas horas, questões importantes sobre essa relação entre o cabeleireiro e a moda foram debatidas.

O diferencial de um profissional para outro é justamente o trabalho que ele faz com cada cliente. "A fidelização hoje é muito difícil pelas oportunidades que existem no mercado, por isso conquiste seu cliente agregando valor no seu trabalho. Como? Buscando informações sobre tudo que gira em torno dos cabelos." Jô Souza acrescentou ainda que os cabeleireiros precisam pesquisar sobre arte, fotografia, moda, beleza e cotidiano. "Precisam ir ao cinema, ler livros e frequentar eventos para conhecer tendências".

A palestrante falou, também, da importância de registrar os trabalhos realizados. O portfólio deve ser um instrumento de trabalho. "O profissional não se preocupa em guardar seus trabalhos e não se preocupa com o futuro. Acaba ficando sem currículo, e quem trabalha com beleza tem que se preocupar com a imagem", afirma.
Mestre do programa em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP e especialista em Criação de Imagem e Styling de Moda Senac. É docente do curso de Personal Stylist da Panamericana, além de lecionar na pós-graduação em Direção de Moda da FAAP, do Centro Universitário Belas Artes - SP, Senac – CE e FMU. É professora do Mestrado em Visagismo na Universidade Anhembi-Morumbi e formada em Visagismo pelo Centro de Visagismo Philip Hallawell.

ANDRÉA ROMANO:

andrea workshop500

A prática do Visagismo no dia a dia do salão

No workshop "A prática do visagismo no dia a dia do salão", Andrea Romano falou sobre a técnica e como o profissional pode usá-la no salão. "É importante salientar que tudo que falamos está relacionado com as pessoas", disse.

A profissional lembrou que temos quatro imagens diferentes: como nos vemos, como achamos que os outros nos veem, como os outros nos enxergam e a imagem real. "Com padrões de beleza impostos pela mídia, o cabeleireiro deve ter muito cuidado, pois o cliente pode desejar algo que não existe. Quando essa expectativa não se cumpre, ambos saem frustrados".

Por essa razão, Andrea diz que não é só a técnica profissional que é importante, mas também saber lidar com as pessoas; e é aí que entra o visagismo, "a construção da imagem pessoal levando em conta o indivíduo como um todo: físico, mental e social", declarou.

Por estudar os temperamentos, a técnica melhora a relação interpessoal e dá ao profissional ferramentas que facilitam a comunicação com o cliente. "Quando você conhece o temperamento das pessoas, fica mais fácil para tratá-la da forma que ela gosta", orienta.
Visagista, formada pelo Centro de Visagismo Philip Hallawell, e consultora de imagem pessoal, Andréa é graduada em Educação Física, fez pós-graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Ministrou aulas no curso de Visagismo da Universidade Cruzeiro do Sul e é docente da Academia Studio W. - Escritora do Livro "A construção da Imagem Pessoal", que mostra claramente a prática do Visagismo no dia a dia do salão.

MARLENE ADAMI:

Sobrancelhas e modismo: erros e acertos

Erros e acertos ao fazer a sobrancelha foram tema da palestra apresentada por Marlene Adami no 10º Congresso Brasileiro de Manicures, na HAIR BRASIL. No dia a dia do salão de beleza encontramos profissionais que fazem a sobrancelha das clientes sem muito conhecimento técnico, o que não deve acontecer, disse Adami

"O design das sobrancelhas e o visagismo devem valorizar o que é belo na pessoa, levando em conta a personalidade e salientando as características positivas de cada um", diz Adami. O tipo de rosto, o formato dos olhos e o nariz também determinam a sobrancelha que a pessoa precisa, por isso copiar a celebridade pode ser uma péssima ideia.

O desenho das sobrancelhas pode ser dividido em alguns tipos: linha reta, costuma passar força, poder, segurança; linha reta inclinada transmite dinamismo e tensão; já as curvas, são emocionais e transmitem calma, paz, sensualidade; quando inclinadas para cima, trazem vigor e energia; inclinadas para baixo, melancolia; vertical, força, estrutura; horizontais, passam poder e segurança.

"As sobrancelhas corretas têm medidas de começo, meio e fim, são a moldura do rosto, dão equilíbrio e harmonia", destaca Marlene. Por isso, a palestrante aconselha que as profissionais se atualizem sempre, tenham percepção e conhecimentos de Visagismo. "O resultado de um bom design de sobrancelha é equilíbrio, harmonia e perfeição", completa.
Maquiadora profissional, designer de sobrancelhas e visagista formada pelo Centro de Visagismo Philip Hallawell. Desenvolve makeup para produção de moda e publicidade e presta consultoria em beleza para empresas.
É personal style, docente de maquiagem e especializada em atendimento a noivas. Prestou consultoria para a Academia Mod's Hair Paris, em São Paulo. Foi responsável pela produção das maquiagens da equipe brasileira que participou do Congresso Mundial da Intercoiffure, em Berlim.

PATRÍCIA PORCINO:

porcino manicure visagismo 2012

Visagismo

No Congresso Brasileiro de Manicures da HAIR BRASIL 2012, o tema Visagismo também esteve na pauta. Patricia Porcino, visagista e professora da Universidade Anhembi Morumbi, abordou o tema sob dois olhares: tanto do profissional para si (algo como um espelho), porém com destaque para os cuidados necessários com a aparência, quanto como forma de atender melhor às necessidades da cliente.

"Usar luvas não pode ser desculpa para a manicure não cuidar das próprias unhas. É importante que ela se preocupe com a própria imagem e isso passa pelas unhas, essa medida serve inclusive como autopromoção", explicou Porcino.

Do outro lado da moeda, o visagismo deve estar presente no olhar da manicure em relação à cliente. "Conhecer as últimas tendências da moda nos esmaltes é importante, mas, antes disso, é preciso identificar o perfil da cliente, saber se aquela cor completa o estilo dela ou se fica algo contraditório", disse a expert em visagismo.

Manicure e cliente de maneira geral trocam informações e para Porcino é a partir delas que a profissional da beleza deve começar a análise. "Sabendo qual é a profissão da cliente, como é o dia a dia dela; a manicure pode oferecer um serviço diferenciado de maior valor agregado".

Como forma de completar tal análise, é interessante observar as mãos da cliente e identificar a imagem que transmitem. "Quando quadradinhas as unhas das mãos revelam uma pessoa de perfil mais sóbrio e que preferem cores brancas, marrom e cinza. Mulheres que optam pelas unhas arredondadas são mais lúdicas e combinam com vermelho e azul, por exemplo", esclareceu Patricia Porcino.
Cabeleireira visagista, formada no Centro de Visagismo Philip Hallawell, coordenadora técnica do salão Alternativa Estética e Cabeleireiros e professora da Universidade Anhembi Morumbi, onde é coordenadora do Mestrado em Visagismo.

MICHELLE FRANÇA E ANDREA ROQUE:

Michelle congresso manicures 2012 2

Auto estima com estilo

A palestra Autoestima com Estilo, de Michele França e Andrea Roque Neiva teve como objetivo mostrar às manicures a importância do papel que ocupam na vida das clientes, o valor que possuem dentro do salão, além da visão global que têm do local onde trabalham.

"As manicures não fazem apenas as nossas mãos, elas são também psicólogas, conselheiras e ouvintes e é por essas características que muitas clientes mudam de salão quando a manicure passa a trabalhar em outro local", afirmou Neiva.

Quanto ao valor das manicures, segundo o palestrante, está relacionado com o serviço que oferecem. "Nenhuma mulher corta o cabelo e faz depilação toda a semana, mas as unhas sim. Diante disso, o movimento do salão está muito relacionado às manicures", enfatizou França.

Pela posição em que trabalham conseguem também observar o que acontece no salão, e assim as manicures têm conhecimento do todo. "Da dinâmica existente no salão, além do retorno obtido das clientes".

Dicas para o dia a dia do salão

Segundo as palestrantes, algo que deve ser adotado como regra pelas manicures é buscar entender quais são as necessidades da cliente que podem influenciar na cor do esmalte naquela semana. "Interessa mais à cliente uma sugestão linkada aos compromissos agendados do que à moda. Por esse motivo, vale a pena perguntar se a cliente terá alguma festa ou algum evento especial, assim a sugestão da manicure terá maior fundamento". Durante a apresentação, Andrea Neiva pontuou sete estilos universais capazes de auxiliar às manicures quando o assunto é a cor do esmalte da semana para a cliente. "Em moda trabalhamos com os seguintes perfis: esportivo, elegante, tradicional, sensual, romântico, criativo e dramático. Dividindo as pessoas desta forma, aumenta a chance de sugerir uma opção que agrade mais".
Michele França é formada em Desenho de Moda pela Faculdade Santa Marcelina (São Paulo); em Image Consulting pelo Instituto Maragoni (Milão), em Visagismo, pelo Centro de Visagismo Philip Hallawell, e em consultoria pelo SENAC. Expert em treinamento interativo e conceitos de imagem. Andréia Roque Neiva é formada em Publicidade e Propaganda; Consultoria de Imagem e Produção de Moda pelo SENAC. Cursou Getting Corporate – Clare Maxfield; Color Theory for Image Consultants - Elaine Stoltz; Psychology of Style – Carla Mathis, na Califórnia/EUA e Terapia Comportamental de Bach na Inglaterra.

Segredos de beleza: aprenda a construir uma imagem para você, sua cliente e seu negócio

CRIS DIOS:

 Cris ws 13 2012

Estudo do cabelo: desvendando suas necessidades usando produtos naturais

Mechas sustentáveis: menos químicas nos salões

Com o workshop Estudo do cabelo: desvendando suas necessidades usando produtos naturais, a cosmetóloga Cris Dios buscou conscientizar os profissionais da beleza a incluírem esse tipo de produto no dia a dia do trabalho.

"Diante do uso rotineiro de produtos sintéticos nos salões, costumo estimular a adesão dos produtos naturais, em especial, no tratamento e na indicação às clientes quanto aos produtos de rotina", revelou Dios.

Os produtos naturais estão em alta e segundo Dios vieram para ficar. "Existe um movimento nesse sentido e é interessante utilizar algo mais próximo da natureza. Os produtos desse segmento possuem 70% de ativos naturais, apenas para efeito de curiosidade nos orgânicos esse número chega a 95%", esclareceu a especialista.

Cosmetóloga formada pela Faculdade Oswaldo Cruz, Cris Dios é grande estudiosa da cosmetologia moderna e uma de suas características é relacionar a fisiologia do fio com as propriedades das substâncias que compõem os produtos que serão utilizados em cada cliente. É diretora Técnica da Roller Meches, técnica italiana de reflexo e já participou de diversos eventos de beleza mundiais, além de ter no seu currículo uma grande quantidade de cursos de qualificação profissional, entre os quais o de Visagismo por Philip Hallawell.

ADRIANA TEIXEIRA DOS REIS BERTOLLETTI:

adriana bertolletti workshop

Tricologia e Terapia Capilar

Adriana Teixeira Bertolletti, coordenadora do curso de Visagismo e Terapia Capilar da Anhembi Morumbi, falou sobre os temas no penúltimo dia da HAIR BRASIL. A palestra abordou conceitos básicos sobre a fisioanatomia do folículo piloso, sua formação, funcionamento, crescimento e a composição das células novas.
Entender as alterações do couro cabeludo e suas doenças, como calvície, seborreia e caspa, foi uma das preocupações que a coordenadora teve antes de se aprofundar nos tratamentos e tendências. "Em termos de tratamento temos o uso dos óleos essenciais, argilas, microcorrentes, laser de baixa potência e laser de alta frequência", afirma.
No quesito tendência, a palestrante mostrou os benefícios do laser de baixa potência em alopecias androgenéticas. "Melhora a circulação e estimula o crescimento do folículo, em casos de queda de cabelo de crianças com até 10 anos", indica.
Mestre em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e formada no Centro de Visagismo Philip Hallawell, Coordenadora do curso de Visagismo e Terapia Capilar da Universidade Anhembi Morumbi e docente de ensino superior desde 2002.

TONY GANDRA:

tony-granda

Consultoria em imagem: o diferencial profissional do século XXI. Cortes, maquiagens e penteados com leitura e significados visuais

Mestre cabeleireiro, visagista, formado pelo Centro de Visagismo Philip Hallawell, escritor e terapeuta holístico em sincronicidade. Trabalha a consciência da autoestima e a valorização do ser humano. Acaba de lançar o livro "Um milhão de horas - até 120 anos".

Informações adicionais

  • Edição: 01

Deixe um comentário

As informações assinaladas com (*) são obrigatórias.

Alterar seu perfil

Login com Facebook